Inspire-se

Um espaço para contar suas experiências e escutar experiências de outras pessoas sobre como têm usado o Grok e quais os resultados e benefícios colhidos.

Categoria
Joguei com meu filho de 7 anos e foi delicioso ouvi-lo e compartilhar o que sinto
Relações

Joguei 2 vezes com meu filho de 7 anos. Na primeira vez, ele que lê somente caixa alta, pedia que eu lesse para ele. Usamos somente a carta de sentimentos e foi delicioso ouvi-lo e compartilhar com ele o que sinto.

Passaram alguns dias e ele me pediu para jogar novamente. Desta vez ele já tentou ler as palavras e quis usar as cartas das necessidades, mas não conseguimos desenvolver.

De toda forma, estes momentos de atenção mútua sem eletrônicos, foi otima!

Enviado por: Márcia P.
Ambiente usado / Área de atuação: -
Conversei com adolescentes sobre elaboração do luto
EducaçãoPsicologia

Tenho notícias inacreditáveis para vocês. Olha como o mundo é. Estava dentro da minha bolsa o Jogo Grok que eu encomendei para aquele meu amigo e que quis trazer para casa primeiro para poder escrever uma carta, fazer uma dedicatória e mandar para ele. Estava na minha bolsa, que eu o ia pôr no correios depois do trabalho. Era minha intenção. Ficou na minha bolsa segunda, terça e quarta. E aí na quarta fui chamada.

No meu trabalho eu faço às vezes algumas ações nas escolas. Fui fazer uma ação numa escola onde um adolescente se suicidou. E aí eu fui fazer uma ação com um grupo de adolescentes da sala dele e tal. E a ideia inicial não era, de forma alguma, trazer o Grok, trazer a comunicação não-violenta. A questão era mais essa coisa do luto, de elaborar o luto, das perdas, do suicídio, de outras coisas. E a gente ia fazer algumas dinâmicas. Do jeito que a coisa foi caminhando. Eles estavam super participativos. Eu nunca imaginei que teria tanta participação. Eu achei que teria que meio que forçando a participação.

Eu senti no meu coração: “Meu, faz todo sentido. Vou pegar e vou arriscar.” Eu nunca tinha tentando jogar até agora ainda o Grok. Eu já tinha visto, eu já tinha lido, explorei as cartas, mas não tinha tentado jogar com alguém. Imaginei formas de jogar mas ainda não tinha levado de uma forma mais coletiva assim. E ai no fim das contas acho que foi uma coisa meio inspirada. Peguei o jogo. Eram 16 adolescentes na sala. E fiz um tipo de, uma brincadeira com eles com o Grok. Foi muito legal.

O professor de biologia deles veio conversar comigo se eu poderia fazer a mesma coisa na reunião dos professores, porque ele achava muito importante para os professores porque a coisa está grave.

Enviado por: Estela Marcondes
Ambiente usado / Área de atuação: Terapia Ocupacional
Apoia coachees e participantes de encontros a terem mais clareza de seus sentimentos e necessidades
Coaching

Utilizo o Grok para encontros de CNV, Oficinas e sessões e coaching individuais. A clareza com que as pessoas percebem seus sentimentos e necessidades e conseguem nomeá-los ajuda a resolver conflitos intra, interpessoais, a resgatar relacionamentos e aprendendo sobre si mesmo – autoconhecimento.

No último encontro com um coachee na quarta feira, ele pôde identificar as necessidades importantes a serem atendidas durante o ano de 2019, aliadas aos seus objetivos.

Enviado por: Wania Moraes
Ambiente usado / Área de atuação: -
Grok para autoconsciência emocional
Grok sozinho

Recentemente apliquei o Grok numa sessão em que o cliente navegava sobre o problema, mas não conseguia mergulhar e acessar as vulnerabilidades. Cantei as necessidades uma por uma e pedi que sem pensar ele dissesse se tinha ou não em relação à situação e a fase. Em seguida fiz o mesmo com os sentimentos. Abri todas as cartas na frente dele e ele se assustou em perceber que existiam sentimentos e necessidades que ele nem se dava conta.

Pedi para ele ir encaixando os sentimentos e as necessidades que estavam ligadas e ele foi tendo insights de que se resolvesse uma necessidade, automaticamente, eliminaria algumas outras e outros sentimentos.

Foi muito produtivo e leve.

Estou sempre com o jogo em mãos e já aconteceu de não estar na programação de uma apresentação e eu sentir a necessidade de aplicar e ser um sucesso de resultados para quem participa.

Sou muito grata por ter conhecido o Sérgio e a metodologia Grok. Já era semeadora da CNV e ficou ainda mais completo.

 

Enviado por: Flávia Gimenes
Ambiente usado / Área de atuação: Terapia de Mudança Cognitivo-Comportamental e Humanização Empresarial
Usei para conversar com jovens sobre um caso de internação de um estudante envolvido com drogas
EducaçãoFacilitação

Levei pra sala de aula e joguei com um grupo de alunos de uma turma que teve um caso de envolvimento com drogas que culminou na internação do menino. A turma estava muito sensível e abalada. Foi lindo de ver. Ampliou a conexão que existia entre nós e organizou muitas coisas internas por ali!

Enviado por: Faber P.
Ambiente usado / Área de atuação: -
Estou jogando eventualmente, com amigos que aparecem com problemas pessoais… Sempre aparecem…
Relações

Estou jogando eventualmente, com amigos que aparecem com problemas pessoais… Sempre aparecem… Então, desde que estou com o Grok em mãos, os convido a brincar de Spock (de Jornada nas Estrelas), personagem que encara as maiores tragedias com a sobrancelha erguida e o inesperado comentario: “fascinante”. É o que a CNV nos convida a fazer perante nossas mazelas pessoais.

Após nossas conversas, convido os a jogar as cartas. Trazemos as emoções para a luz do microscopio. Fazemos o mapeamento das emoções pertinentes com a ajuda das cartas. Bem depois, pq o processo da primeira etapa é demorado, passamos ao mapeamento das necessidades não atendidas… Meu relacionamento com meus amigos é um constante exercício da escuta empática, e o Grok é o suporte do exercício, geralmente jogado no final dos nossos encontros. Como sempre em mudança está o futuro, ainda não sei como será o uso futuro do jogo. Com certeza, haverá evolução. Estou grata pela experiencia da qual estou participando com todos aqui. Um abraço grande a todos! Prossigamos.

Enviado por: Nani Braun
Ambiente usado / Área de atuação: -